Estamos aquecendo o planeta!

aquecimento global

O IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) da ONU (organização das Nações Unidas), apresentou no início deste mês) um rdocumento de 41 páginas, destinado à leitura por tomadores de decisão.

Trata-se de uma síntese do relatório de centenas de páginas contendo a revisão de todo o conhecimento científico sobre a base física das mudanças do clima. No ano que vem, ele será seguido de mais dois volumes, um sobre impactos e vulnerabilidades e outro sobre as formas e os custos de atacar os causadores da crise – os gases de efeito estufa.

Entre outras informações interessantes o relatório aponta, pela primeira vez, que a ciência não apenas tem certeza da influência humana, como conseguiu quantificá-la: desde a era pré-industrial, o mundo esquentou 1,09oC, e desse total apenas 0,02oC podem ser atribuídos a causas naturais.

Deste montante, 1,07oC, é provavelmente de responsabilidade das atividades humanas, como a queima de combustíveis fósseis e o desmatamento, que emitem gases de efeito estufa.

Quer dizer, aquilo que já sabíamos, intuitivamente ou por observação (muito embora alguns insistam em negar), se comprova inequivocadamente pelos meios científicos dos quais dispomos. Estamos sim, danificando o planeta onde vivemos e interferindo diretamente em seu equilíbrio.

Segundo o site Observatório do Clima:

Os efeitos disso vêm sendo amplamente documentados e, pior que isso, sentidos por gente de todos os países e todas as classes sociais (com mais gravidade, claro, entre os mais pobres). Apenas nas últimas semanas assistimos a calor de 49oC no Canadá, incêndios florestais na gélida Sibéria, inundações catastróficas na rica Europa Central, oito meses de chuva em um dia na China e uma onda de frio polar causada por alterações na circulação do ar antártico no Brasil. Falando neste, aliás, o Centro-Sul enfrenta a pior seca em 91 anos, que deve nos deixar sem luz em breve.

O Observatório também preparou uma versão resumida, que pode ser baixada aqui.

Fonte:

Observatório do Clima

Comentários

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on pinterest